Posts tagged Fotografia Portugal
Lisa & Seva | Sintra
 

I've been thinking about this session very often lately, yet again. It strikes me as pure luck that strangers find me and feel that what I create moves them. It moves me for the luck I gather to be able to have the humble gratitude to be the chosen one. Picking someone to navigate who you are and what you have together is tough and should resonate within you immensely. The choice of photographer should be an important one. I am so very grateful for being the choice of so many beautiful people. 

Lisa and Seva are beautiful beings. I still don't have words to explain how their relationship moves me deeply. Sometimes you have quietness in sessions which translates a lot of emotion and sometimes you have giggling full of fun ones that could not express that emotion better, either. This is one of the most honest, raw and happy sessions I've ever had. I think you can see why. 

 
Maria & Miguel | Cascais Engagement
 

I am the kind of person that cries behind my camera in the middle of ceremonies, and that laughs out loud when a kid eats part of the cake before being cut, and I am so, so grateful for the couples that allow me to be myself, that accept who I am entirely. 

Maria and Miguel gave me that possibility. The possibility of being myself, of knowing who they are and what they love about each other. This is yet still work from 2015 and I remember this day as clear as it was yesterday. I am getting there at sharing, y'all. 

 
Pê & Mj | Fotografia de Casamento | Jardim do Museu da Cidade | Lisboa
 

Eu prometi a mim mesma que este ano iria ser especial. E que isso teria de partir de mim. De mais que o habitual fotografar apenas casamentos de casais que me queriam mesmo. Que demonstram uma fé na minha arte e uma amizade desde logo sincera, nada tremente, totalmente emancipada. Casamentos que falem das pessoas que se unem e não de tradições que nada têm que ver com elas. Casamentos que sejam puros e transparentes, como as pessoas que se amam. Se a Pê e a MJ me tivessem contactado este ano e não em 2014, esse seria um dos casamentos dos quais eu estaria mais entusiasmada em fazer parte. Ainda assim. Repetidamente. Pois são dias assim que me dão total prazer em fotografar. Em que me sinto no meu elemento.  

Lembro-me bem de como a luz estava neste dia. O sol quase cegava. As sombras frescas lambiam a pele, mesmo sem vento, mas o sol torrava os olhos e criava sobras em todo o lado. Fotograficamente falando eu poderia dizer que foi um desafio enorme fotografar este dia. No entanto foi tão bonito, tão delas, tão simples mas real, que toda a dificuldade (sempre contornada) foi esquecida e acabo por trazer este dia,  e esta família, muito perto do coração. É em acasos destes que tenho que agradecer a incrível comunidade de fotógrafos e videógrafos que se apoiam e faz com que nos recomendemos uns aos outros, que tantas vezes completam o círculo do destino de nos pôr, a mim e aos meus clientes, em alguma linha imaginária do tempo e do espaço, no mesmo caminho. Por acreditarmos que o mercado de casamentos em Portugal deveria era ser revestido de dias e casais assim - que vão contra o que todos ditam ser regras, dias que são simples mas que falam do mais importante, dias que nos trazem, me trazem pessoas incríveis. A MJ e a Pê e toda a sua família são pessoas incríveis. E eu aceitaria-as todos os anos se elas todos os anos decidissem celebrar o que sentem com uma pequena mas tão grande festa. Assim:

 

 
Self-portraits
 

Shooting for myself produces the most important work on a personal level. It enables me to tell the stories going underneath my own skin. The thoughts, fears my mind drips and feeds on constantly. Sometimes they are just failed moments, a bit like life. Sometimes things just don't work out. Like life. These are some things I create for myself. No deadlines, just weekly whispers of how I shape myself into the person I want to be and stories that my soul creates when I am fearful, lonely or even peacefully at thought. These are reflections of who I am, who I aim to be. The one I've become. 

 

 
Rita & Zé | Quinta do Vale | Loures, Lisboa
 

A Rita e o Zé tornaram-se muito especiais para mim. Não só do ponto de vista de serem clientes ideais, daqueles que simplesmente se põem nas minhas mãos sem questionar. Daqueles que sabem que um serviço, aquele que eu prometi, também depende deles e da sua entrega. Mas acima de tudo porque são pessoas que eu sinto serem muito diferentes de mim em tantos aspectos, mas depois igualzinhos em mais ainda. No viver com bondade acima de tudo. Como a Rita foi comigo, como o Zé foi comigo. Como todos os amigos e família o foram comigo neste dia incrível. Nunca me irei esquecer em como, sem os conhecer, me senti tão próxima deles quando nos sentámos e nos vimos da primeira vez e eles me falaram dos seus planos, e das adversidades que iam encontrando, mas a força no seu olhar, e o entusiasmo em saber que iriam vencê-las, era contagiante, e se não vencessem era porque não valiam a pena. A Rita e o Zé são mesmo aquele tipo de pessoas que as pessoas amam. Que as pessoas que os rodeiam são tão boas, generosas e amantes da vida quanto eles. Nem sempre me conecto assim com os meus clientes. Há simplicidades que não se tecem ou prevêem. O dia da Rita e do Zé foi tão bonito que deveria ser tomado como exemplo por todos os casais do mundo. Quiseram casar num espaço que falava deles, mas quiseram também que fosse perto de casa o suficiente para poderem ter presentes todas as pessoas que lhes são mais importantes. Um dia cheio de música, serenatas, uma dedicação estrondosa a quem se celebrava. Desejei naquele momento saber tudo acerca deles, de ter podido encontrar-me com eles nesta vida antes e me ter tornado amiga deles e acompanhado o seu crescimento como casal, como melhores amigos, como amantes, assim como os seus amigos e família acompanharam e ser também eu amiga de todos os presentes, mas senti acima de tudo uma gratidão exacerbada por ali estar naquele momento, de uma forma ou de outra, e de ser eu a escolhida para os documentar e ao seu amor. A Rita e o Zé são hoje muito queridos na minha memória e no meu coração. Sei que me vou lembrar do seu dia para sempre; do que eles foram e são, da sua alegria em ter presentes os seus amigos e família, e da culminação do seu caminho juntos num dia tão sereno, estrondoso e feliz. Cheio de festa. A mais sincera. Vejam.

Poderão ver a galeria com uma selecção mais reduzida e não linear AQUI.

 

 
Maria + Diogo | Quinta da Taipa | Alenquer
 

Este não foi um verão particularmente quente. No entanto o dia da Maria e do Diogo foi um dos mais quentes do ano. Com aquele tipo de humidade que caracteriza os verões mais frescos e chuvosos. Mas que não o são naquele dia. Por isso, à parte dos casamentos que tiveram lugar em Agosto, o dia 26 de Julho foi um dia abençoado no tempo. E foi abençoado por muitas outras coisas também. A Maria e o Diogo tiveram a sua cerimónia num sítio maravilhoso e a recepção foi celebrada não muito longe dali, na Quinta da Taipa, tudo na zona de Alenquer. Foi um dia longo (já disse quente?) e cheio de tudo o que melhor caracteriza uma celebração: amigos e família. Planearam todo o casamento longe, por Londres, e vieram uns dias antes para os últimos retoques e detalhes (que se revelaram maravilhosos). Com um fim de tarde fantástico, uma luz tão quente, foram tudo ingredientes para iniciar a festa da melhor forma, que se arrastaria até tarde.. Vejam em baixo!


This wasn't a particularly hot summer. However Maria and Diogo's wedding day was one of the hottest of the year. With the type of humidity that best caracterizes the fresher and rainier summers. So, apart from the weddings that took place in August, the 26th of July was a weather blessed day. And blessed with many other amazing things too. Maria and Diogo had their ceremony on a beautiful church and their reception was celebrated not far from there, at Quinta da Taipa, all in the Alenquer area. It was a long day (and did I already said hot?) and full of what best characterises a celebration: friends and family. They planned it all from abroad, London, and came a few days before for the last retouches and details (that were incredible). With a stunning nightfall, and the warmest of sunsets, it was the perfect ingredient to start the party in the best of ways, into the early hours... Have a look.